Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

Uma dor que dilacera a alma Endometriose.

Como seria minha vida se você existisse?! Em que lugar estaria agora.

4 anos se passaram, mas as batidas do seu coração continuam me acompanhando. Todos os dias eu quase te esqueço, mas fica só no quase, porque só de tentar esquecer já me lembro. Mentalmente em dias como hoje com a dor aflorada e me sentindo sozinha, penso em como seria seus cabelos... será que seriam como os meus cheios de cachinhos dourados ou seriam lisos e negros? Qual seria sua primeira palavrinha e onde seria seu primeiro arranhão, qual seria o seu lugar preferido pra se esconder de sua travessuras? Será que se você se sentisse ameaçado correria para o meu colo?

São coisas que eu nunca vou saber. Nunca vou saber.  Não pensei que o impacto emocional fosse tão avassalador assim mas foi traumatizante, me sinto ansiosa e agitada até hoje.

-Não se preocupe, virá outo. Foi a pior coisas que puderam falar pra mim. O silêncio respeitoso e uma oração cairiam muito bem. É verdade que o tempo ajuda a fechar feridas, mas as…
Imagem
Eu amo essa troca de olhares. Ainda mais quando você sorri. Acabo retribuindo... Não consigo conter a alegria de ter os seus olhos nos meus.


De uma hora para outra.

(...) Comecei a ficar mais atenta às verdadeiras razões dos meus choros. Essa semana aconteceu de eu quase chorar por ter tropeçado na rua, por uma coisa à-toa. É que, dependendo da dor que você traz dentro, dá mesmo vontade de aproveitar a ocasião para sentar no fio da calçada e chorar como se tivéssemos sofrido uma fratura exposta. Qualquer coisa pode servir de motivo. Chorar porque o zíper arrebentou bem na hora de sairmos pra festa. Que festa, cara-pálida? Por dentro, estamos em pleno velório de nós mesmos, isso sim. É que tem dias em que a gente inventa de se investigar, de lembrar dos sonhos da adolescência, de questionar nossas escolhas, e descobre que muitas coisas não deram certo. Resolve pesar na balança o que foi privilegiado e o que foi descartado, e sente saudades do que descartou. Então a gente se pergunta: o que é que estou fazendo da minha vida? E tudo isso passa
pela sua cabeça enquanto você está trabalhando no computador. De repente, a conexão cai, e em vez de desaba…

Be happy

Imagem

Dia difícil

Imagem
Todo dia, como hoje, antes de dormir, lembro como já ri mais. Fico rodopiando nos meus próprios sonhos e, sem muito o que dizer, desejando um dia ter coragem para largar tudo e me jogar por aí. Mesmo que ninguém acredite. Pois, preciso confessar: há uma primavera aqui dentro.

É, estou querendo sumir. Largar o mundo que me abraça e, na maioria das vezes, me prende. Criar as minhas próprias filosofias de vida, trocar algumas experiências, me perder nos meus próprios sonhos… Estou com saudade de mim. Do que eu era; do que eu poderia ser; do que talvez eu nunca seja. Estou querendo me ultrapassar. Me ver diferente, me colocar numa situação nova, rir na cara daquele constante medo de talvez um dia nunca ser alguém. E que medo filho-da-puta.

#FE #PollyEstudando