Generosidade, vou aprender a ter...

Penso em você diariamente, com a diária vontade de não pensar em mais ninguém. Pois se acordo sem os teus beijos não sou nada, se durmo sem os teus abraços sou ainda menos, a nossa casa – sem você – é calada e, com você, todos os meus problemas são pequenos.
Mas é tão contraditório isso, porque ao mesmo tempo que não quero pensar em mais ninguém e viver a nossa vida, eu me lembro que não posso não pensar em mais ninguém. Porque por mais indivildual que seja o teu amor é também o mais compartilhado. Porque o nosso amor só é amor mesmo, quando eu te apresento a outras pessoas e mostro pra elas o bem que me faz. E o mais louco é não querer participa-lo a ninguém e ainda querer que elas tenham o mesmo amor por você.

Eu queria continuar a viver no meu cantinho contigo, sozinha. Mas não tá dando mais. Como todo amor, você desperta no meu coração vontades absurdas, desejos loucos, atitudes que não são minhas...Tenho que falar de você !

E eu choro grito e esperneio dizendo não, que não posso e não sou capaz. Mas você vem e fica aqui me mostrando que vai me ganhar a qualquer custo.
-Eu sou egoísta de você, eu sei que sou.

Mas eu vou fazer o maior esforço que posso: Eu vou te apresentar as pessoas. Não é esforço porque será ruim, não é isso. É simplesmente porque tudo que é meu eu acho que só eu cuido bem. Ta bom, eu sei que também já abri feridas no seu coração que nem posso lembrar e também sei que agindo com tanto ciúme assim estou te deixando triste. Vou com calma, falando pelos cotovelos como sempre e vá em minha frente como sempre faz.

Painho, hoje eu te apresento todos os meus amigos, minha família e peço que a tua graça misericordiosa que me acompanha seja sobre a vida deles também. Que eles possam provar do consolo do teu Santo Espírito assim como fazes comigo diariamente. E, que todos nós possamos ser cheio de ti, painho.
Em nome de Jesus cumpra em cada um de nós a missão que nos foi proposta. Amém.
Mateus 28.19


Postagens mais visitadas deste blog

Encontro com Deus

Sobre Recuar

Uma dor que dilacera a alma Endometriose.