Se por possível passa de mim esse cale-se.

Tenho certeza que ando chorando na direção certa mesmo me sentido fora do caminho.

Quando finalmente encarei as coisas que me incomodavam, elas me perguntaram: O que lhe fizemos ? Como eu não soube ( nem sei ) o que responder, estamos fazendo as pazes.

Mais dói tanto isso, tanto e tanto que eu seco de chorar e não passa. Não entra na minha cabeça que o discernimento das coisas vem através da experiencia, tipo, errar é melhor que evitar ? Que vontade de gritar, meeeeeeeeerda.
Me sinto tão incompreendida que quando alguém entende qlq coisa sobre mim me ligo a ela imediatamente (#sqn) o problema nisso tudo é que não tem ninguém, não há respiração ligada a mim do outro lado, não ninguém que segure a minha mão e escute minha alma gritar... A raiva de estar assim anda me consumindo. A única compreensão que tenho é do meu silêncio, mas ele coitado, acho que já ta de saco cheio de mim.

Tão ridículo isso ! por um lado se alcança  uma intimidade num gral nunca imaginado, por outro lado isso tem um custo que me leva quase a loucura. Aí me sinto como o ícaro: consegui algo em uma conversa que parecia impossível, mas, tão maravilhada com isso não percebi a fragilidade da cera próxima do sol.

Com raiva, muita raiva... Me sinto protegida, obedeço com raiva mais obedeço. Porque qualquer coisa pode dar errado, mais qualquer pequeno avanço no erro já uma grande realização.

Ninguém entendeu nada hoje né ? Nem eu.

Postagens mais visitadas deste blog

Encontro com Deus

Sobre Recuar

Uma dor que dilacera a alma Endometriose.