Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012

Eu não sei parar de te olhar..

Eu não queria me iludir, queria apenas encontrar aspectos positivos em cada situação e por mais difícil que se apresentassem, queria ter coragem de seguir. O problema é que cada passo eu tropeço nele; e as palavras dele agem como um abraço, porque o abraço dele é calmante, e o sorriso dele mesmo sendo aquele congelado na tela do meu celular, faz meu dia valer a pena... E ver ele mesmo que longe me faz muito bem. Não vou ficar fantasiando nem romantizando, mas, queria muito mesmo segurar na mão dele e dizer tudo que se passa na minha mente e no meu coração. Medos, dúvidas, emoções e defeitos. Queria dizer pra ele... Que por mais que me falte coragem pra muita coisa não me falta para amar. E eu me apaixonei e é inevitável.

Te queria aqui, a fração de tempo que o para sempre durasse. Eu sei que ele tem novos desafios pela frente, sei também que tem medo de topar em algo inesperado...

Queria poder te entregar  o que escrevo, os meu sentimentos mais profundos, mas por enquanto vou procura…

A louca passou...

Acho que estou ficando louca... eu me considerava louca antes (da cruz) mas acho que agora é que sou. Eu não consigo parar de me analisar, de sempre querer entender o porque de não ter visto antes, de ter sido cega tanto tempo... É um constrangimento que me corroe...

Quando eu estava solteira, eu queria um compromisso; e quando eu estava com alguém eu queria estar solteira... E sabe o porquê disso? Porque eu não era capaz de simplesmente me aceitar, eu dependia do momento e do que fosse bom pra ele (o momento). É tanto que a frase acima de uma escritora que já não mais minha preferida ERA bem a minha cara " Minhas vontades sempre infinitas passam muito rápido" pois é, ERA. Gente, era muito ruim nunca estar satisfeita e nunca saber o que queria ou quem queria.

Depois que me apresentaram a CRUZ rs, eu entendi que já sabia muito bem o queria, e desde quando queria. Nisto, a lição mais importante que tirei é que quando minhas vontades passavam eu nunca sabia pra onde ir e se cri…