Não importa mais.

Quem me conhece sabe o quanto eu amo a data do meu aniversário, sabe que pra mim nunca existiu data mais importante que essa pra mim... nunca encontrei alguém que gostasse da sua própria data de nascimento do que eu; Eu amo ela  e tudo que envolve ela. Amei ter nascido num dia de domingo as 10h da manhã e ter recebido a visita de todas as minhas tias, desde pequena sempre pensei " minha mãe não podia ter escolhido dia melhor para me trazer ao mundo" Não era uma criança chorona, eu curtia cada minuto das minhas festinhas de aniversário, até hoje, não, até hoje não. Minhas festas eram conhecidas, pelas comidas deliciosas feitas pela minha mãe e pela bebida free a vontade. Mais hoje não, pela primeira vez em 25 anos, eu não tenho o que comemorar, não tenho motivos para achar graça nas coisas, nas pessoas, ou em volta. Eu já tinha tudo programado pra essa festa, seria a minha festa, com meus novos amigos e até alguns antigos que vale a pena ter por perto... seria diferente. Mais então a noticia que estou gravida me tirou do eixo, me deixou sem chão, me frustrou. E no dia do meu tão sonhado aniversário fui acordada por uma dor enorme, dor forte como se estivesse recebendo muitas agulhadas na barriga... A dor na barriga passou, e eu não perdi o baby.


Dor e decepção foi tudo que consegui sentir no dia mais importante pra mim.

Postagens mais visitadas deste blog

Encontro com Deus

Sobre Recuar

Uma dor que dilacera a alma Endometriose.